Leitor,
Pare!
Leia!
Pondere!
Decida-se!

SE ACREDITA QUE A INTELIGÊNCIA

SE FIXOU TODINHA EM LISBOA

NAO ENTRE NESTE ESPAÇO...

Motivo: A "QUINTA LUSITANA "

ESTÁ SITUADA NA PROVÍNCIA...

QUEM TE AVISA, TEU AMIGO É...

e cordialmente se subscreve,
Brasilino Godinho

domingo, julho 16, 2017



INFORMAÇÃO
A QUEM POSSA INTERESSAR

A REVISTA DOMINGO, DA EDIÇÃO DE HOJE, 16 DE JULHO DE 2017, DO JORNAL CORREIO DA MANHÃ, INSERE DUAS PÁGINAS DE TEXTO SOBRE BRASILINO GODINHO.

sábado, julho 15, 2017






      de ex-Reitor da Universidade dos Açores


Simplesmente: Incrível! Direi horroroso! Custa a acreditar que tenha sido possível escrever-se tal comentário; e logo da autoria de um ex-Reitor da Universidade dos Açores.
Propor o nome de Antero de Quental, figura maior da Cultura Açoriana, para patrono da Universidade dos Açores, é coisa "historicamente descabida"? Como assim? E como se isso fosse pouco de avaliação desacertada, o escrever-se que é falta de “respeito pelos Açores e pela sua Universidade" é algo que mais parece afirmação de uma imaginação doentia. Definitivamente: me deixa estupefacto. Onde paira o "tento e bom senso"? Que veio descabidamente à colação.



Como um dos Fundadores da Universidade dos Açores e seu antigo Reitor, acho historicamente descabida e mesmo ofensiva a proposta feita pelo novo doutorado pela Universidade de Aveiro. Aconselho o doutor Brasilino, mau grado a admiração que a sua carreira nos mereça, a ter mais respeito pelos Açores, a sua Universidade e quem por ela lutou toda a sua vida. Haja tento e bom senso.

quinta-feira, julho 13, 2017



UMA PROPOSTA DE DUPLO INTERESSE AÇORIANO E NACIONAL.

JULGO QUE NUNCA EM PORTUGAL, APÓS TERMO DO ACTO ACADÉMICO DE DOUTORAMENTO, SE TERÁ APRESENTADO NA RESPECTIVA SALA, EM PÚBLICO, UMA PROPOSTA DE TANTA IMPORTÂNCIA, FORMALIZADA EM DOCUMENTO
   
PROPOSTA 
AQUI PUBLICADA

quarta-feira, julho 12, 2017



PROPOSTA

01. Hoje, tarde do dia 05 de Julho de 2017, cerca das 17 horas, o cidadão português Brasilino da Costa Godinho, na qualidade de doutorando, está participando no acto académico de defesa da sua tese de Doutoramento em Estudos Culturais - Antero de Quental: Um Patriotismo Prospectivo no Porvir de Portugal - que tem lugar na Sala de Actos Académicos, edifício/sede da Reitoria da Universidade de Aveiro.

02. Brasilino da Costa Godinho, desde que, no segundo semestre de 2013, iniciou o Curso de Doutoramento, tomou - e tem mantido até hoje - a decisão de que, sobrepondo-se às hipotéticas valorizações e projecções mediáticas da sua invulgar condição de estudante octogenário, lhe interessava, sobremodo, enaltecer a figura e a obra de Antero de Quental.

03. Em consonância com tal propósito, importa-lhe anotar o seguinte:

03.1. Considerando que Antero de Quental é a personalidade de maior relevância moral, social, intelectual, política e a mais emblemática dos Açores;

03.2. Considerando que Antero de Quental foi um distinto poeta ocupando lugar cimeiro na História da Literatura Portuguesa;

03.3. Considerando - tal como Eduardo Lourenço - que “Antero de Quental foi um dos nossos raros heróis culturais”;

03.4. Considerando que Antero de Quental foi um génio e santo laico, segundo o consenso gerado entre Eça de Queirós, D. Maria Ermelinda Lobo de Moura, Filipe de Quental, Oliveira Martins e outros seus contemporâneos, que dessa prerrogativa anteriana deram válidos testemunhos;

03.5. Considerando que Antero de Quental foi patriota e português de elevada estatura moral, cívica, intelectual e política;

03.6. Considerando que em Antero de Quental radicaram, em cúmulo valorativo, todas essas qualidades e valores enunciados neste documento; os quais o creditaram como português dos mais ilustres que ocupam destacadíssima posição na História de Portugal;

04. Brasilino da Costa Godinho, a partir desta universidade aveirense, lança uma proposta direccionada à Presidência da República, ao Governo (Central), ao Governo Regional dos Açores, ao Parlamento Regional dos Açores, à Câmara Municipal de Ponta Delgada e à Reitoria da Universidade dos Açores, no sentido de que a partir de 11 de Setembro (data do passamento de Antero de Quental) e mediante cerimónia oficial - a realizar no referido dia 11 de Setembro - presidida pelo Chefe do Estado, a Universidade dos Açores passe a ser designada por UNIVERSIDADE ANTERO DE QUENTAL.

05. A memória de Antero de Quental bem merece ser condignamente preservada e mui prestigiada, tendo em vista ser fonte de inspiração para as gerações futuras.

06. Também para Antero de Quental a honra de ser o primeiro português a titular, como patrono, uma universidade portuguesa.

07. Para o doutorando Brasilino da Costa Godinho esta PROPOSTA e o acto público da sua formalização, no seio da Universidade de Aveiro, traduzem a consumação de uma relevante iniciativa cultural; a qual, é objectivamente de inserir no alcance da sua tese de Doutoramento em Estudos Culturais e no âmbito do conceito, nas atribuições e na funcionalidade, inerentes ao Programa Doutoral de Estudos Culturais, das Universidades de Aveiro e do Minho.

Seja pois,

De: UNIVERSIDADE DOS AÇORES

Para: UNIVERSIDADE ANTERO DE QUENTAL


Esta PROPOSTA – foi, agora, apresentada no decorrer do público acto
académico de defesa da tese Antero de Quental: Um Patriotismo
Prospectivo no Porvir de Portugal, de Doutoramento em Estudos
Culturais, do octogenário doutorando Brasilino da Costa Godinho.